Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Estado do Ceará define projeto de gás

JORNAL O POVO, FORTALEZA, 03/08/2017.

Na próxima semana, de 11 a 13 de agosto, o Governo do Ceará vai à Coreia do Sul para definir com a Korea Gas Corporation (Kogas) detalhes da instalação de uma unidade fixa (onshore- em terra) de regaseificação no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp). A coreana já assinou Memorando de Entendimento (MOU) com o Estado, em Seul, capital da Coreia do Sul, em setembro de 2016.

Com a assinatura, a Kogas decidiu participar junto com a Companhia de Gás do Ceará (Cegás) e com o Grupo Posco E&C e Daewoo do projeto. A iniciativa, avaliada em U$ 600 milhões, terá capacidade total de 12 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, e possivelmente será desenvolvida em duas fases de 6 milhões de metros cúbicos cada. A infraestrutura servirá para abastecer as empresas que se instalarem na Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE-CE).

Antonio Balhmann, assessor Especial para Assuntos Internacionais do Governo do Ceará, que vai à Corea do Sul, diz que a viagem servirá para detalhar o projeto, como a participação societária de cada envolvida.

Assim será definido o investimento de cada um no projeto. A unidade será base para avançar com o gás até o Cariri cearense no futuro, tendo a Transnordestina em Brejo Santo como a base da distribuição do gás para aquela região.