Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Ceará avança negociações com o governo chinês na atração de investimentos

PORTAL DO GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ, 04/07/2017.

Lorena Teixeira

Nesta terça-feira (4), o governador Camilo Santana recebeu comitiva chinesa composta por representantes do China Development Bank (CDB) e da empresa China Meheco Corporation, do setor farmacêutico e de equipamentos na área de saúde, no Palácio da Abolição.

O CDB pretende financiar projetos na área hospitalar no Brasil, iniciando suas operações pelo Ceará, enquanto que a Meheco é a habilitada pelo banco para executar os projetos. Segundo o governador, a articulação com os chineses vai possibilitar financiamentos e parcerias não só com o Estado, mas também obras no setor privado do Ceará. Um dos focos é o Polo Industrial e Tecnológico da Saúde (PITS), no Eusébio, que terá como âncora a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

No dia anterior, a comitiva visitou o PITS e a Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará), com o objetivo de fazer um estudo de viabilidade para a instalação de duas unidades no Ceará, sendo uma unidade pra exportação na ZPE Ceará e outra no PITS, para atender o mercado interno.

Na ocasião, eles foram recepcionados pelo assessor Especial para Assuntos Internacionais do Governo do Estado, Antonio Balhmann, e pelo presidente da ZPE Ceará, Mário Lima Júnior. Os gestores cearenses apresentaram as vantagens para as empresas que se instalarem na área da ZPE Ceará, dentre elas o regime de suspensão tributária e a liberdade cambial.

Para Balhmann, o conjunto de oportunidades oferecidas pelo Estado do Ceará favorece a atração de investimentos do acordo Brasil-China, “o valor que será investido vem desse acordo entre os países e o CDB é o banco do governo chinês que vai viabilizar a realização desses projetos, através de empresas habilitadas”.

O acordo Brasil-China é bastante amplo, e o governo chinês resolveu eleger a área da saúde como prioridades nos projetos para investimentos. Com as negociações avançadas, o Governo no Ceará conseguiu ser contemplado com U$ 4 bilhões em investimentos na saúde do Estado.

Estiveram presentes na comitiva o chefe do CDB Internacional, Lei Zeyu; o chefe do CDB noz Brasil, Yuankun Xu, o representante da Meheco para a América Latina, Roberto Jiso e pelo grupo Bomcobras, a presidente Wang Shu wei e os executivos Min Ye, Adriano Figueiredo e Bruno Gonçalves.