Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

CSP obtém Licença de Operação e já está a todo vapor no mercado

O ESTADO, FORTALEZA, 13/06/2017.

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) acaba de receber Licença de Operação (LO) Emitida pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). Embasada no parecer técnico nº 1759/2017 e assinada pelo superintendente Ricardo Araújo de Lima, a LO nº 102/107 atesta que nos últimos oito anos, a empresa cumpriu todos os compromissos assumidos desde a fase de construção e testes até o comissionamento.

Comissionamento é o processo que assegura que os sistemas e componentes de uma unidade industrial estão projetados, instalados, testados, operados e mantidos de acordo com as necessidades e requisitos operacionais planejados.

Para o presidente da Companhia, Eduardo Parente, a conquista reforça ainda mais, as práticas e compromissos da siderúrgica com o meio ambiente. “Todos os empregados da CSP seguem trabalhando constantemente para manter a credibilidade durante todo o ciclo de vida das atividades da CSP, buscando o desenvolvimento sustentável da região onde atuamos”, reforçou Eduardo.

Destacando a importância da LO, o governador Camilo Santana assinou a licença, em ato simbólico, durante solenidade, no último dia 8, no Palácio da Abolição. Instalada na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), o empreendimento é considerado o maior investimento privado na região Nordeste do País.

“Agradecemos à CSP pela parceria, pela importância para o Ceará em criação de empregos, expectativa de futuro. Quero também parabenizar a equipe da Semace. São grandes profissionais que têm o papel de pensar o desenvolvimento sustentável, garantindo oportunidades. A todos, podem contar sempre com o apoio do Governo do Estado”, disse Camilo.

O titular da Semace, Ricardo Araújo, destacou a dimensão do ato simbólico, agradeceu e parabenizou os envolvidos. “Agradecemos a todos que participaram de forma direta ou indireta. Trabalhar com uma empresa como a CSP tem sido tranquilo. Tudo que pedimos é atendido. É fácil trabalhar com uma empresa que cumpre a legislação. Todos estão de parabéns”.

Buscando ser referência em desenvolvimento sustentável no setor, a primeira usina siderúrgica integrada do Brasil, comprova que utiliza as melhores tecnologias ambientais e afirma investimento de aproximadamente R$ 1 bilhão, em equipamentos, gerenciamento de resíduos e no controle e monitoramento das emissões atmosféricas e do lançamento de efluentes. Anualmente, são aportados R$ 3 milhões em monitoramento ambiental.

Como resultado concreto deste investimento, a CSP afirma ter nível de emissões atmosféricas 50% menor do que o exigido pela lei e uma taxa de aproximadamente 98% de reuso de água, e nível de reaproveitamento de resíduos sólidos na usina, da ordem de 99%.