Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Governador Wellington Dias recebe comissão de alfandegamento da Receita Federal

PORTAL DO GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ, 20/04/2017.

Aline Medeiros

Na manhã desta quinta (20), o governador Wellington Dias esteve reunido com o superintendente da Receita Federal João Batista; o presidente da Comissão Regional de Alfandegamento, Jesus Ferreira; o secretário do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Nerinho; para tratar sobre o alfandegamento da ZPE de Parnaíba.

“A ZPE de Parnaíba já é uma realidade do ponto de vista estrutural. As obras estão próximas de seu final e chega o momento da Receita Federal fazer o processo de alfandegamento, que é a autorização de utilização de benefícios fiscais do Governo Federal na questão da exportação. Então é importante agora esse momento em que a ZPE demonstre que já está pronta para receber o selo de alfandegamento da receita e as empresas poderem passar a utilizar esses benefícios fiscais tão importantes”, destacou o superintendente João Batista.

O pedido de alfandegamento da ZPE já está na Receita Federal, mas o processo deve ser devolvido para reanálise para a ZPE de Parnaíba para que sejam verificadas se todas as exigências foram cumpridas. Se tudo estiver de acordo e houver uma concordância da Receita, com a aprovação de todos os requisitos, o próximo passo será o alfandegamento.

“Nós acertamos um cronograma com o desejo de concluir a última etapa da Zona de Processamento para Exportação em Parnaíba. Já temos empresas instaladas produzindo mas ainda precisa ser com os benefícios próprios da ZPE e o alfandegamento. A presença da Receita Federal é fundamental”, afirmou o chefe do executivo.

Na mesma reunião ele trataram sobre a criação de uma Redex (Recinto Especial para Despacho Aduaneiro), em Picos. A ideia foi apresentada pelo governador, reconhecendo o polo de Picos como um dos maiores resultados da receita no estado. “Queremos ampliar nossa capacidade e atingir 1 bilhão de dólares de exportação. Tudo isso gera emprego e renda”, declarou Wellington Dias.