Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Governo inclui ZPE de Bataguassu no ‘cardápio’ de atração de empresas exportadoras para MS

PORTAL DO GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL, 17/04/2017.

Marcelo Arma

O governo do Estado vai intensificar a divulgação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Bataguassu com um diferencial competitivo para a atração de empreendimentos que tenham como foco a comercialização de seus produtos no mercado internacional. “É de extrema importância para Mato Grosso do Sul ter uma ZPE regularmente constituída, pronta para receber empreendimentos. Vamos acrescentá-la em nosso ‘cardápio’ de atração de investimentos e ofertá-la, inclusive, como uma real e vantajosa opção ao Paraguai, para quem exporta”, afirma o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

Na última quinta-feira (12), o secretário Jaime Verruck reuniu-se com a secretária-executiva do Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CZPE) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Thaise Dutra, o prefeito de Bataguassu, Pedro Caravina e representantes da EGEZPE, empresa administradora da ZPE para debater estratégias de atração de investimento para a ZPE de Bataguassu.

“Discutimos a necessidade de focarmos em algum tipo de investimento. Entre as possibilidades temos a indústria florestal e outras cadeias do agronegócio, mas fundamentalmente empreendimentos que façam agregação de valor com produtos destinados à exportação. Vamos formatar um material para a ZPE, destacando seu potencial logístico, com hidrovia e rodovia, além dos benefícios tributarios federais que são dados aos empreendimentos que se instalam nesse tipo de local”, lembrou Jaime Verruck.

Também será feito pelos técnicos da Semagro, em conjunto com a Secretaria de Fazenda, um estudo preliminar para avaliar se, de acordo com a legislação estadual vigente é possivel oferecer algum tratamento tributario diferenciado, em nível estadual, para as empresas que desejarem se instalar em ZPEs.

Para a secretária-executiva do CZPE, Thaise Dutra, “é importante que os governos estadual e municipal e a empresa administradora da ZPE façam um mapeamento dos principais setores produtivos já existentes no Estado que podem, potencialmente, implantar projetos industriais na Zona de Bataguassu. É necessário ainda que todos estejam envolvidos na divulgação das oportunidades de investimento em uma Zona de Processamento de Exportação”.

Caravina e Germano Augusto, diretor-presidente da administradora da ZPE, detalharam a agenda de implantação da Zona de Bataguassu. A expectativa é que, quando entrar em operação, a ZPE colabore para a geração de renda e postos de trabalho no Mato Grosso do Sul, como vem ocorrendo na ZPE do Ceará, onde já foram gerados mais de 16 mil empregos diretos e indiretos.

Também participaram da reunião o secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna, o superintendente de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo da Semagro, Bruno Gouvêa Bastos e o coordenador de Cooperação Técnica Internacional e Comércio Exterior da secretaria, Luciano Barbosa Rodrigues.

Instituída em 2010, a ZPE de Bataguassu possui uma área total de 200 hectares. Em novembro de 2011, a empresa administradora da ZPE, EGEZPE, comprovou o início de obras da etapa inicial do empreendimento.